Pantanal Trecking Passeios Safáris Ecológicos

Depois de conhecer as maravilhas da natureza de Bonito, você poderá aproveitar sua viagem para conhecer o Pantanal que esta bem próximo de Bonito. Oferecemos algumas modalidades de passeios e aventuras inesquecíveis no Pantanal do Mato Grosso do Sul e com baixo custo de verdade.

Foto de um turista que clicou essa família de onças fazendo pose.
Foto de um turista que clicou essa família de onças fazendo pose.
Foto da Curva do Leque - Estrada Park - Pantanal
Foto da Curva do Leque – Estrada Park – Pantanal
Araras Azuis, símbolo do Pantanal
Araras Azuis, símbolo do Pantanal
Um lindo tucano, também clicado por um turista
Um lindo tucano, também clicado por um turista

Pantanal – Wildlife Safaris – é uma aventura de três dias (2 noites) ou quatro dias (3 noites) para que você possa realizar todas as atividades do programa: safári de contemplação de fauna e flora em Jeeps, trekking (caminhada), cavalgada pantaneira, pesca da piranha, passeio de barco e focagem noturna de animais. 
Tudo isso em fazendas no estilo Hotel devidamente cadastradas no Mtur – Embratur e com licenças ambientais para a prática do turismo ecológico.
Preços a partir de R$ 160,00 por pessoa (passeio de um dia – Day Use) – consulte-nos para pacotes de 2 noites e de 3 noites – inclui a hospedagem, café da manhã, todas as refeições (pensão completa), todas as atividades ecológicas e transporte de Bonito até o Pantanal, com saídas diárias em fazendas pantaneiras que se transformaram e se adaptaram na prática do turismo ecológico, com pacotes a partir de R$ 520,00 por pessoa

Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos

* Para o Pantanal você deve ter uma toalha, sabonete, repelente contra mosquitos, protetor solar, chapéu, uma lanterna pequena, camisa de manga longa, calça comprida e meia – pode usar tenis ou bota trekking.

Escolha seu passeio no Pantanal quando estiver aqui em Bonito – temos muitas imagens, mapas e livros com recomendações de vários turistas do mundo todo – hotéis em fazendas eco-pantaneiras com toda a infra-estrutura para receber turistas.

* Importante: você não precisa voltar do Pantanal para Bonito quando o passeio do Pantanal terminar, pode seguir direto para Campo Grande e depois para sua cidade de origem.

ALERTA

É melhor prevenir do que remediar.

No Pantanal existem ainda passeios clandestinos que são vendidos pela Internet com valores atraentes, exigindo parte do pagamento adiantado ou com agentes que abordam os turistas em aeroportos e nas rodoviárias, prometem passeios e acomodações excelentes, vantagens financeiras e já cobram ali mesmo mediante um recibo.

Você paga, eles te embarcam para lugares remotos sem infra-estruturas adequadas, com comidas preparadas sem a devida higiene, com guias despreparados que às vezes assediam mulheres, sem condições de um atendimento de socorro médico no caso de acidentes.

Alguns oferecem acomodações precárias em pousadas semi-abandonadas ou em barracas estilo camping ou em alojamentos sem proteções contra os mosquitos, os turistas são devorados por nuvens de insetos no Pantanal.

Às vezes recebemos turistas vítimas desse tipo de “aventura”, chegam com a pele repleta de picadas de mosquitos já com feridas ou com problemas gastrointestinais, alergias na pele.

Até o ano de 2007 também era frequente recebermos algumas mulheres que sofreram assédio sexual por parte de guias no Pantanal. A maior quantidade de vítimas era de estrangeiros que acreditavam nas mentiras faladas em inglês e espanhol.  

O Bonito HI Hostel, através da agência de turismo só oferece passeios devidamente legalizados, com licenças ambientais, infra-estruturas adequadas, refeições de qualidade, higiene e segurança, com guias habilitados e profissionais. 

Escolha a opção de passeio quando vôce estiver aqui em Bonito e siga com total segurança.

Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos

Solicite nosso informativo geral Boas-Vindas com mais dezenas de dicas valiosas pelo

e-mail: reserva@bonitohostel.com.br ou RESERVAS

O Pantanal é inesquecível!
O Pantanal é inesquecível!
Para encontrar o azul eu uso os pássaros [Manoel de Barros]
Para encontrar o azul eu uso os pássaros [Manoel de Barros]
Ponte velha sobre o Rio Miranda no Passo do Lontra.
Ponte velha sobre o Rio Miranda no Passo do Lontra.
Passeio no Pantanal.
Passeio no Pantanal.
Travessia do Rio Miranda ainda na ponte velha, agora bloqueada para veículos.
Travessia do Rio Miranda ainda na ponte velha, agora bloqueada para veículos.
Comitiva pantaneira.
Comitiva pantaneira.
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos
Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos

A seguir mais detalhes sobre o tão famoso e maravilhoso Pantanal que abrange dois Estados do Brasil: Mato Grosso do Sul (MS) com 2/3 e Mato Grosso (MT) com 1/3 da área:

Pantanal – uma das maiores planícies de sedimentação do mundo, aproximadamente 140 mil Km quadrados, com 65% do seu território no Estado do Mato Grosso do Sul apresenta fauna e flora de rara beleza e abundância influenciadas por quatro grandes biomas: Amazônia, Cerrado, Chaco e de Mata Atlântica que se estende até a Região da Serra da Bodoquena;

O Pantanal é uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais do planeta, foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), como sítio do Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera Mundial. 

Levantamento da Embrapa Pantanal catalogou na região 95 espécies de mamíferos, 665 de aves, 192 répteis e pelo menos 40 anfíbios;

Localizado no interior da América do Sul, o Pantanal tem aproximadamente 189 mil km² – estendendo-se, também, pelos países vizinhos como Argentina, Bolívia e Paraguai. Na região Centro Oeste do Brasil, o Pantanal abrange 140 mil quilômetros quadrados, sendo que 63% de sua área estão em Mato Grosso do Sul e 37% em Mato Grosso;

O clima é tipo quente no verão, com temperatura média em torno de 32°C e frio e seco no inverno, com média em torno de 21°C, ocorrendo ocasionalmente, geadas nos meses de julho e agosto. A união de fatores como o relevo, o clima e o regime hidrográfico da região favoreceram o desenvolvimento de numerosas espécies animais e vegetais que povoam abundantemente toda sua extensão;

Ao contrário do que seu nome sugere, o Pantanal sul mato-grossense não se assemelha a um pântano, muito menos a um brejo ou lamaçal de águas estagnadas;

Essas definições, encontradas na maioria dos dicionários, não correspondem à realidade.

Na verdade, trata-se de uma imensa região que, na época das chuvas, início das cheias, fica parcialmente inundada, principalmente nas baías e lagoas que margeiam o Rio Paraguai e seus principais afluentes (como o Taquari e o Miranda);

Tal é a imensidão de água que atinge a região que os primeiros homens brancos (colonizadores) que chegaram ao Pantanal (exatamente na época das cheias) denominaram-no Mar dos Xeraiés, em razão do grupo indígena ali encontrado. Mas nem toda a região é atingida pelas enchentes;

Existem áreas que ficam a salvo das inundações e que geralmente são chamadas de cordilheiras , onde quase sempre se localizam as sedes das fazendas de gado.

O Pantanal reserva boas surpresas em sua tradição, preservação e na própria natureza!

Lodging - Hospedagem

A foto noturna á direita mostra o lodging (hospedagem) no Pantanal, com apartamentos completos, restaurante, sala de convívio, restaurante e decks onde são servidas as três refeições diárias, piscina e bar.  Todas as atividades começam ou após o café da manhã ou após almoço ou após o jantar, quando os guias orientam os visitantes para cada tipo de atividade, informando os trajes mais adequados para cada tipo de passeio, local e hora da saída. 

Pantanal Trekking Passeios Safáris Ecológicos

pantanal99

 

LOCALIZAÇÃO DO PANTANAL

A região do Pantanal ou Chaco, como é denominada no Paraguai, localiza-se numa imensa depressão no extremo norte da planície Platina, no coração da América do Sul.

Drenada pela bacia do rio Paraguai, estende-se por mais de 200.000 km2 pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de terras da Bolívia e do Paraguai, países limítrofes ao Brasil. Sendo que 65 % da região pantaneira brasileira esta no Estado do Mato Grosso do “SUL”.

Cerca de 100.000 km2 da área pantaneira chegam a ficar inundados no período das cheias, fato que pode ser explicado, principalmente, pela baixa altitude da depressão do Pantanal (entre 80 e 150 m acima do nível do mar) e pela pequena declividade.

Para se ter uma ideia do que isso significa, basta lembrar que as águas do Pantanal são obrigadas a percorrer cerca de 1.500 km pelo rio Paraguai e, posteriormente, pelo rio Paraná até atingirem o oceano Atlântico; portanto, a cada 1 km de percurso, a declividade é de apenas 0,05 m (ou 5 cm), o que provoca uma lentidão no escoamento da água, que se acumula na planície. De certa forma, este fato o diferencia do Chaco argentino e paraguaio.

AS VÁRIAS REGIÕES DO PANTANAL

A região que comumente chamamos de Pantanal na realidade compreende vários Pantanais, de paisagens diferenciadas tanto no que se refere aos aspectos naturais, quanto a forma de ocupação humana.

Podemos considerar a existência de pelo menos oito Pantanais, sendo os mais conhecidos o de Poconé, localizado ao norte, no MT, coberto por gramíneas e árvores de pequeno porte esparsas, inundado pelos rios Taquari e Cuiabá.

O Pantanal de Paiaguás, na região de Corumbá, no MS, ao longo do rio Paraguai, é uma área bastante rebaixada, onde predominam as grandes lagoas (Mandioré e Uberaba), além de numerosas baias permanentemente cobertas de água.

O Pantanal do Taquari, a leste, é o mais extenso, e nele se encontram inúmeras cordilheiras raramente inundadas, além de cerrados bastante densos.

O Pantanal de Nhecolândia, também no MS, drenado pelos rios Taboco e Negro, não é tão alagavel como os demais, a não ser ao longo dos rios, das baías e dos corixos, e por isso é a principal área de pastoreio do Pantanal.

Além destes, destacam-se os pantanais de Coroa Grande-Jauru, na região de Cáceres, o Pantanal de São Lourenço , o do Miranda-Aquidauana e o de Jacadigo-Nabileque.